[¤] Será [¤]

Será que você se lembra de mim ao acordar? Será que você recorda do meu olhar? Digo, não aquele da sua partida, e sim o de quando você chegou em minha vida.
Penso todos os dias se algum dia você vai lembrar. Que seja um pingo de falta ou um rio de lembranças felizes. Mas o único problema é que não me recordo de muitos momentos felizes. Se nem eu lembro, será que tu guardou algum em seus pensamentos?

Quando eu acordo, por mais cansado que eu esteja, o teu olhar é a única coisa que me vem à cabeça. Seu sorriso vem em seguida. E por fim, a dor de não te ter comigo.
Os meus erros e as minhas falhas acabaram te marcando. Tenho medo que pra ti eu seja um falso, errante que sempre acabe errando no final. Tenho medo que você pense que eu sempre pedirei outra chance, mas continuarei errando e acabando com tudo entre nós.

Dizem que não se pode desistir do que você sonha, mas insistir e sempre errar pode acabar destruindo os sonhos de outra pessoa. Eu posso estar te atrapalhando, ou quem sabe sempre te atrapalhei e só faltou coragem da tua parte pra falar, e acabar com tudo de uma só vez.

Eu não sei, e nunca saberei, embora eu queira, prefiro viver com a incerteza  de que seria ou não feliz contigo. Com certeza vou me arrepender, mas vou aprender a viver comigo mesmo e por fim superar todos esses medos que me impedem de viver ou destroem o que eu não queria esquecer.

[¤] As vezes… [¤]

As vezes acho que se eu caminhar a noite inteira não vou lembrar das besteiras que, de certa forma, eu fiz. Quem sabe desse jeito eu deixe de lado o contexto da minha vida e consiga continuar sem lembrar dos meus erros passados.

As vezes penso que se eu vivesse tudo de novo, mas com outra pessoa, eu consiga permanecer sólido e não desabar no final da história. Quem sabe eu consiga continuar com ela pra não acabar como acabou a última.

As vezes acho que se eu desistir de tudo agora vai ser a melhor decisão já tomada, mas repenso sempre por que sei que no mundo ainda existe um ou dois que sentem a minha falta.

As vezes eu penso que se eu parar de pensar eu vou conseguir vencer a mim mesmo. Quem sabe eu consiga viver e deixar pra trás tudo que me segura no passado. Quem sabe assim eu viva seguro e com alguém do meu lado, e se for sozinho seria bom da mesma forma, mas eu aposto nisso, por que certeza eu não tenho nenhuma.

[¤] Pra você, por mim [¤]

Descobri que tudo que eu faço é por mim e não por você, tudo isso agrada o meu ser. Eu sei que o que eu faço, me faz bem, e quando deixo se fazer acabo me sentindo retraído.

O meu jeito de ver as coisas pode ser um dom, amar incondicionalmente uma pessoa pode ser bom. Eu tenho a plena consciência que na maioria das vezes esse amor não é recíproco, mas hoje dia nem um bom dia é.

A minha visão do mundo se torna especial quando eu vejo futuro em algo que eu desconheço o passado. Sei que é algo pouco falado, mas o amor incondicional é uma relíquia, que faz sofrer, mas faz bem por saber que um dia eu encontrarei alguém como eu que me ame igualmente. Não conto os dias, não espero que seja amanhã. Sinto que ainda não estou preparado e sei que nem daqui um ou dois anos eu estarei. Enquanto isso eu continuo amando incondicionalmente as pessoas normais do meu convívio. Continuo quebrando a cara, e as vezes me sentindo maravilhado por um pingo de esperança de que alguém sente algo relevante por mim.

No fim, sei que tudo que eu senti pelas pessoas que pela minha vida passaram será retribuído, os sofrimentos, as angústias, os falsos amores e aquelas dores que parecem cortes em meus pulsos. No fim, serei feliz, com alguém ou comigo mesmo, independente de quem estar presente, só espero estar vivo pra prestigiar esse momento.

[¤] Meu mundo. Seu mundo [¤]

Eu me preocupo demais em ser uma pessoa que tu se interesse, eu troco os meus desejos pelos os teus olhares. A tua forma de pensar se torna o meu modo de viver, eu acho que me distraio muito em você. Na maioria das vezes eu até deixo de viver, deixo de amar, deixo de sonhar. Faço o meu olhar ser diretamente a você. Esse meu erro me torna ignorante, não me deixa enxergar todo o mundo que existe lá fora, eu só vivo o agora, que é com você.

Eu já pensei em mudar, deixar isso tudo pra trás. Parar de te por em primeiro lugar, e enfim construir uma vida só pra mim. Aonde eu seja quem eu sou e não quem te agrada, mas eu sempre desisto, tu não sabe como eu me sinto, é difícil deixar tudo pra trás, recomeçar. O meu querer ainda não é forte o bastante pra esquecer o que eu faço e seguir a diante. A minha vida é baseada no que tu pensa, e deixar de viver assim, pra mim seria uma sentença de morte.

Eu tento ver o mundo ao meu redor, mas é difícil, e se eu olhar a vontade de te abandonar vai aumentar e a dor de te perder vai chegar. Sei que talvez até pra ti seja melhor eu te esquecer e seguir em frente, mas ainda sim preciso viver contigo mais um pouco, preciso chegar até aonde eu quero. Não posso abandonar o meu sonho, que é estar contigo pra sempre. Eu tenho que me iludir, esse é o meu modo de viver, eu bebo ilusões pra não saber a verdade que se esconde na saudade de nunca ter tido alguém. E esse alguém, no caso, é você, que por mais que não me ame, permiti a minha presença, deixa eu viver do seu lado, mas não me deseja como eu quero.

Embora isso tudo seja uma história dramática de alguém que sofre, eu continuo com esperanças de que um dia eu alcance você, e do seu lado eu nunca deixe de viver.