[¤] Sinto Diferente [¤]

É tudo besteira, coisas tão banais que acabam como verdadeiras. São escolhas e erros, os acertos ficam sempre pro dia seguinte. É tudo tão preto e branco, sem vida, tudo que um dia foi tão colorido, intenso, que acabava com os choros e trazia sorrisos duradouros. São pequenos detalhes que ninguém liga, aqueles mínimos que as pessoas deixam passar. Eu nunca quis ser como todos, mas isso me causou a vida, me deixando desse jeito, que se importa com os detalhes e os tranforma no contexto de toda a minha história. Isso tudo é tão desnecessário, mas só me dou conta quando estou algemado à morte, quando estou longe do meu espírito forte e a um passo do meu fraco desejo.

Todo dia eu quero descrever em palavras o que eu sinto, ou o que vejo. Eu tento descontroladamente sentir em meio a tanto sofrimento o que todos sentem. Um pouco disso pelo menos. As vezes me pergunto se as pessoas à minha volta nasceram assim, ou assim a vida as tornou. É difícil de acreditar que existe tanto desprezo e nem um pouco de vontade de se interessar pela vida de outras pessoas. Saber, cuidar, amar, ter alguém do lado para conversar durante o dia. A necessidade de alguém perto me deixa quieto quando não encontro sentido algum da minha existência. É uma sensação estranha que me cerca e me prende no chão quente, e eu querendo voar de encontro ao vento e sorrir sem nenhum lamento, acabo decepcionado comigo mesmo por não ser forte o bastante pra deter esse sentimento que me destrói por dentro.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s